Tecnologia na educação. Veja os benefícios.

Tecnologia na educação. Veja os benefícios.

Os professores nunca passaram por uma fase tão difícil para exercerem sua profissão como a atual: alunos desatentos, desinteressados, que reclamam, bocejam ou conversam durante as aulas. O que fazer para reverter este quadro? Ao pensarmos sobre o cotidiano destas crianças e adolescentes, sabemos que o que eles mais apreciam é fazer uso da tecnologia, seja por meio de celulares, tablets, PCs ou videogames. Por meio das ferramentas tecnológicas, podemos tornar as aulas atraentes, mas não apenas isso: eficazes! Saiba o porquê:

1. Ator da aprendizagem

Ao utilizar o computador, o aluno passa a ser o ator de sua própria aprendizagem, sendo o papel do professor o de mediador no processo ensino-aprendizagem. Assim, o aluno pode explorar novas possibilidades de aprendizagem tendo o professor como guia em seu percurso de conhecimento.

2. O contato com a realidade

A internet é uma fonte inesgotável de exemplos da vida real. Por meio da web, torna-se mais fácil a interação entre conteúdo didático e a realidade, tornando a aprendizagem útil para a vida cotidiana, estabelecendo-se então um vínculo entre a vida real e o conceito apreendido. Deste modo, o aluno compreenderá a razão de aprender determinados conceitos que, de outra forma, poderiam parecer sem utilidade. É importante, todavia, ressaltar o papel do professor que tem fundamental importância de ajudar a avaliar as fontes de informações e mesmo todo o conteúdo disponível ao aluno. Nesse caso, o professor atua como um guia do conteúdo disponível.

3. Materiais visuais

Os materiais visuais que a web possui fazem com que a absorção do conteúdo por parte doas alunos se dê de forma mais precisa. A grande maioria das pessoas são visuais, portanto, o uso de figuras possibilitará aos alunos uma melhor memorização e assimilação do conteúdo.

4. Respeito à individualidade

Quando o aluno interage com o computador, é possível adequar as matérias de acordo com as necessidades pessoais de cada estudante. Desta forma, os alunos com deficiência cognitiva podem fazer exercícios diferenciados usando o mesmo tópico, os demais alunos podem avançar nas atividades segundo seu conhecimento, e os superdotados podem seguir adiante, em busca de novos desafios.

5. Estímulo à interação

O uso da tecnologia favorece a interação entre alunos. Mesmo alunos considerados tímidos conseguem interagir por meio de ferramentas tecnológicas. Ao fazerem atividades em pares ou grupos, a internet permite que todos expressem seus conhecimentos e deem opiniões, o que traz à tona a experiência prévia dos alunos, o que os motiva ainda mais, pois sentem-se parte ativa e importante do processo de aprendizagem.

6. O uso de jogos

Alunos – e não só eles – motivam-se quando um conteúdo envolve algum tipo de competição. Por meio da gamificação, aprender torna-se divertido, e entretém. Alunos que estão competindo entre si ou com a máquina ficam imersos nas atividades, e até lamentam quando o horário da aula termina!

7. Lição de casa? Que bom!

Nada como um game, um quis ou algum outro tipo de desafio para fazer com que os alunos passem a gostar de fazer lição de casa, e até te agradeçam por isso: lance perguntas interessantes no ar e deixe-os pensar e pesquisar sobre a solução. Faça-os pensar, despertando neles o interesse pelo raciocínio.

8. Alunos atentos

Sem a tecnologia, dificilmente mantemos alunos atentos por quarenta, cinquenta minutos, falando sobre um mesmo tópico. Mesmo nós adultos temos dificuldade em se concentrar. Quem já não se pegou tamborilando os dedos com impaciência porque uma página demora…segundos a para abrir? Por outro lado, às vezes passamos horas vendo coisas que nos interessam e nem percebemos o tempo correr. A tecnologia consegue manter qualquer indivíduo focado. Quando a atividade já não interessar mais ao aluno, sempre é possível passar para outra, e outra, e mais outra…

9. Motivação em alta

Já imaginou alunos que não veem a hora de assistir à sua aula? Isto não é utópico, é possível, por intermédio da tecnologia. Exercícios instigantes, desafiadores, jogos, desafios, há toda uma gama infinita de atividades prontas para uso, bastando apenas pesquisar boas fontes e acessá-las, deixando também os alunos livres para explorarem novos recursos.

Fonte: Programa Inspira

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *